Seguidores

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

ADOLESCÊNCIA

Tem os que dizem "aborrecência".  Não pertenço a esse grupo, é adolescência, fase complicada da vida.
Não é frescura, e nem fazem de propósito. É realmente uma fase que precisa de muitos cuidados, orientações e ajuda.
Na adolescência, iniciando-se com 11 anos, ocorrem significativas mudanças hormonais no corpo. Essas mudanças hormonais provocam desestabilidade de humor, provocando tristeza, alegria, agressividade, insegurança.
Pais e professores precisam estar disponíveis para responder as dúvidas que se apresentam, e também orienta-los da melhor forma.
  • São tão novos e já tem que resolver sobre carreira profissional;
  • Muitas vezes os pais estão em atritos, com possibilidades de separação ou estão passando por uma separação;
  • A auto estima começa a ficar abalada com o aparecimento das espinhas;
  • Estão enfrentando a primeira traição no namoro.
Enfim, muitas coisas novas estão acontecendo nessa fase da vida.
Os pais também passam por dificuldades ao ver o pouquinho de arroz, e o pedacinho de carne que a filha come com medo de engordar. Também se irritam quando os filhos adolescentes passam por eles sem dizer "bom dia" ou "boa noite".
Costumo em meu consultório realizar muitas orientações de pais para os que tem filhos adolescentes. Realmente muitos encontram muitas dificuldades em lidar com o filho adolescente.

Muito importante procurar estabelecer um tipo de comunicação que faça com que o adolescente se sintam seguro para poder mostrar suas dúvidas, seus medos, suas fraquezas. Também é importante ter cautela com críticas, se não for bem interpretada pelo adolescente, esta pode ser fatal para o relacionamento pais-filho.
Alguns transtornos da adolescência:
  • transtorno de conduta
  • transtorno alimentar: bulimia, anorexia
  • transtorno de humor
  • transtorno de ansiedade
  • transtorno de uso de substãncias psicoativas
  • transtorno psicóticos
Outro dificuldade é lidar com adolescentes viciados pelo computador, mas precisamente internet e jogos.
Torna-se imprescindível buscar ajuda psicológica quando observar que não está conseguindo lidar com tais dificuldade.
Em breve, falarei um pouco sobre alguns desses transtornos listados acima. Você gostraia de saber sobre qual deles?
Beijos a todos!

11 comentários:

  1. olá andando pela bloguesfera encontrei seu bog e gostei muito já estou te seguindo.
    bjsss
    drika

    ResponderExcluir
  2. Regina, quer dizer então que meu filho de 11 anos já está no início da adolescência?

    Dentre os transtornos que citastes eu opto por transtorno psicóticos.

    Xeros

    ResponderExcluir
  3. Muito boa a sua postagem!!! Suas informações são muito importantes para as mães de adolescentes!!!
    Ah!!! Quero ganhar o livro!!! rsrsrs
    bjks

    ResponderExcluir
  4. Regina, venho sempre te visitar e hoje "roubei"seu selinho Não bata. Eduque para colocar no meu blog, tá?
    Beijos
    Ana Cristina
    eucomosquatro.blogspot.com

    p.s. Tá linda na foto!!

    ResponderExcluir
  5. Fico aborrecida quando ouço as pessoas citando a fase da adolecencia como "aborrecentes", acaso esquecem-se de quando também passaram por este período...
    Hoje tenho dois filhos adolescentes (13 e 16 anos, e tem sido maravilhos partilhar com eles este momento mágico da vida, cheio de sonhos, expectativas, novidades... também as primeiras frustraçoes e dificuldades. É simplesmente Belo!

    Abraços meus

    ResponderExcluir
  6. que bacana seu blog!obrigado pela visita.
    me formei psicologo tb, na São MArcos, em SP.
    gostei do seu blog, vou seguir!
    bjs e bom dia!

    ResponderExcluir
  7. Tenho muitos alunos nessa fase ... e ontem estava conversando com eles um pouco sobre isso, vou depois imprimir o texto para levar para a escola para debatermos um pouco mais, DETESTO o livro que foi adotado e sempre procuro novas fontes e materiais alternativos. ]
    Beijosssss, estou adorando teu blog, fiquei conhecendo através do post da ANA.
    Um bom fds...
    Lu

    ResponderExcluir
  8. Ola Regina,seu blog é muito legal.
    Gostaria de ler um post seu falando da dificuldade de um adolescente, que teve paralisia cerebral de ter um relacionamento amoroso(namorar).

    ResponderExcluir
  9. Namoro na adolescência atrapalhar na aprendizagem do adolescente? Dificuta seus dia??

    ResponderExcluir
  10. quando andava no 9 ano havia um rapaz que gostava de mim, na altura eu não sentia nada por ele, mas mais tarde apaixonei me por ele. nunca lhe contei, e depois ele mudou de escola e acabamos por nos afastar. passado um tempo conheci um rapaz, começamos a falar muito, e acabei por me apaixonar por ele. depois de alguns meses, começamos a namorar e já estamos juntos á mais de um ano. esta semana encontrei me com o rapaz que tinha gostado no 9 ano, o meu primeiro amor, desde dai ainda não paramos de falar. depois de termos estado juntos ele começou a publicar músicas no facebook de uma banda que foi ele que deu a conhecer e que costumávamos ouvir juntos. Eu não sei se ele ainda gosta de mim, nem sei o que sinto por ele... Se ele me disser que gosta de mim, não sei como reagir, mas também não sei o que fazer em relação ao rapaz com quem namoro... o que faço? ajudem me, por favor...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pense, você está namorando, mas não sabe o que sente por outro rapaz. No seu caso, eu falaria com o meu namorado e pediria um tempo, até perceber realmente o que queria. Não se engane a si própria, nem engane os dois rapazes...você pode achar que o que sente pelo outro rapaz não é suficiente para acabar com 1 ano de namoro, mas pode estar enganada. Esses sentimentos que você não entende, podem ser mais fortes do que você pensa... Ele foi o seu primeiro amor, e pelo aquilo que você disse, ele não parece ter esquecido você, bem você o esqueceu...

      Excluir

Deixe seu recado, sugestão de post!
Obrigada!

Voltar ao topo